DE FÉRIAS COMO ANIMAIS


Deixe-nos contar-lhe uma história verdadeira (que provavelmente já conhece), para ler antes ou durante as suas férias: 

Em 2007, um grupo invulgar de náufragos deu à costa no norte da França: patinhos de borracha acabavam de concluir uma viagem épica com 15 anos de duração, iniciada em janeiro de 1992, quando um navio que viajava entre Hong Kong e os Estados Unidos perdeu parte da carga durante uma tempestade. Um dos contentores caídos ao mar continha 28.800 brinquedos, alguns dos quais tinham aparecido anos antes na costa australiana e na costa leste dos Estados Unidos. Outros atravessaram o Estreito de Bering e o Oceano Ártico, tendo chegado à Gronelândia, ao Reino Unido e à Nova Escócia.


Cada ano, aproximadamente 10 milhões de toneladas de lixo acabam nos mares e oceanos do planeta. Os plásticos, como garrafas de bebidas e sacos não reutilizáveis, são de longe o principal tipo de detrito encontrado no ambiente marinho. E a lista continua: redes de pesca estragadas, cordas, pensos higiénicos, tampões, cotonetes, preservativos, pontas de cigarro, isqueiros descartáveis, etc.

Os oceanos cobrem cerca de 70% da superfície do nosso planeta e há lixo marinho praticamente por toda a parte. Este ameaça não só a saúde dos nossos mares e costas, mas também a nossa economia e comunidades. A maior parte desse lixo provém de atividades terrestres. Como poderemos pôr um fim ao fluxo de lixo que invade os mares? O melhor sítio para começarmos a resolver este problema global do mar é em terra. E começa por si.

Por isso, apelamos: vá de férias, aproveite a areia e o mar, comportando-se como um verdadeiro animal! Porque os animais não deitam lixo nas praias, os humanos sim! E se vir por aí um patinho de plástico perdido na areia, não lhe dê um chuto. Apanhe-o para reciclar. Boas férias!

Ines Dias

This author has not yet filled in any details.
So far Ines Dias has created 8 blog entries.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *